Obtenha ambientes externos de personalidade com decks de madeira

Presença recorrente em decoração de exteriores e interiores, os decks de madeira são elementos arquitetônicos que auxiliam na circulação dos espaços.

Sua principal funcionalidade é revestir um piso virgem ou irregular com madeira, podendo ser executado com material de reflorestamento ecologicamente tratado ou mesmo de sintético.

A palavra deck se refere aos ambientes externos dos navios, usados pelos tripulantes e passageiros, e hoje é aplicada para denominar certos ambientes, geralmente em residências ou condomínios. Podem ser feitos de todos os tipos de revestimento como porcelanato, piso cimentício e plástico, sendo a aplicação mais usada em madeira, que transmite calor e traz aconchego aos ambientes.

Nos dias de hoje, a aplicação de decks de madeira vai além de revestimento para pisos, está presente em outras formas de decoração, como forração de muro para jardim horizontal ou fazendo as vezes de painel de televisão.

Por que investir em um deck de madeira?

Apesar de muito útil, o projeto pode ser dispendioso, causando muitas vezes dúvidas se vale a pena o investimento. O arquiteto Elton Carlos, da Hamabi Aruitetura, explica que a escolha pelo deck de madeira deve ser analisada pelo proprietário e o profissional desenvolvedor do projeto, uma vez que se deve observar as condições do ambiente a ser instalado, bem como a intensidade de uso do ambiente. “Tudo influencia na escolha correta do material, mas a estética e o preço não podem ser ignorados. Para uso da madeira, aconselha-se ambientes de pequeno a médio porte, otimizando a resistência do produto”, adiciona o arquiteto.

Além de deixar um visual aconchegante e charmoso, ter um deck de madeira é uma boa opção para aumentar a área de lazer ou dar um toque especial em um local específico da casa. Ele pode ser aplicado nos mais variados terrenos, desde que possua a infraestrutura adequada.

Inspire-se para planejar o seu deck de madeira

Seja em espaços externos ao redor da piscina, na varanda, dando base para um jardim vertical, acrescentando personalidade ao corredor ou deixando a televisão em destaque ao ser utilizado como painel, as possibilidades de utilização desse recurso são variadas. Para se inspirar para como utilizar um deck de madeira, confira as fotos abaixo e escolha sua aplicação favorita:

Para a arquiteta Sandra Pompermayer, os ambientes que podem receber um deck de madeira podem ser bem diversificados: varandas de apartamentos, circulação ao redor de piscinas, onde há a necessidade de um espaço vazio na parte de baixo para os equipamentos, varandas em casas de praia ou fazenda; patamares de mirantes em abismos, até decks deslizantes para fazerem o fechamento de piscinas.

Assim como qualquer investimento na decoração do lar, deve-se fazer uma análise se o recurso escolhido corresponde às expectativas e se é compensador em questão custo-benefício.

Vantagens e desvantagens do deck de madeira

O arquiteto Elton informa que é aconselhável um estudo da necessidade para a instalação de um deck, pois terá custo razoável e manutenção periódica para aumento de durabilidade.
Decidido pelo uso, pensar o ambiente a ser instalado: se deve ter características antiderrapantes, exposição ao sol intenso ou à água.
De regra geral, o uso de madeira nobre — previamente tratada, resistente a cupins e ao apodrecimento, como o ipê e a itaúba — é frequente.

Para esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir em relação à escolha pelo deck de madeira, Sandra apresenta uma lista com vantagens e desvantagens esse recurso na hora de decorar:

Vantagens

Rápida montagem, não necessitando muitos dias para a instalação;
Na maioria das vezes a madeira já vem pronta pra utilizar, na medida correta, não precisando de muitos acertos e cortes;
A rusticidade da madeira gera uma certa identidade no projeto;
A sensação térmica da madeira em relação a pisos tipo porcelanatos ao redor de piscinas é muito mais agradável;
O custo é acessível se comparado a um piso cimentício atérmico, cuja sensação ao caminhar é a mesma, não queimando os pés;
Se comparado a um deck de cimentício, além do valor, a diferença em relação à manutenção é muito importante. A madeira recebe uma pintura a cada um ou dois anos, enquanto o científico, se não for bem limpo ao ficar sujo, encarde e não solta mais.

Desvantagens

A manutenção deve ser feita anualmente;
A madeira escolhida deve ser de qualidade. Caso contrário, poderá se ter problemas principalmente em relação ao madeiramento de sustentação;
Os insetos podem ser considerados como desvantagem. Eles adoram as frestas da madeira para se alojarem e procriarem. Porém este problema é passível de resolução ao aplicar uma cola com pó de serragem para vedar as frestas da madeira.

Solucionadas as dúvidas, para instalar um deck de madeira na sua residência são necessários alguns passos, com os quais um arquiteto poderá auxiliar.

Como planejar e construir um deck de madeira

Para demonstrar como planejar e construir um deck de madeira, o arquiteto Elton enumera o passo-a-passo para que a aplicação seja feita da forma mais favorável o possível:

Antes de mais nada, é fundamental planejar o espaço onde será instalado o deck. É importante saber as medidas do local e calcular quantas madeiras ou módulos serão necessários;
As tábuas de madeira são vendidas com medidas padrão, por isso você deve utilizar os serviços do marceneiro para cortá-las do tamanho desejado. Tenha as medidas corretas em mãos;
A limpeza do terreno aonde será aplicado o deck é um passo importante para garantir nivelamento do mesmo;
Para instalar o deck, o ideal é contratar um profissional para concretar o chão ou fazer o nivelamento e inserir junto duas madeiras paralelas onde serão perfurados os pregos do futuro deck;
Essas madeiras devem ficar um pouco mais altas para que o deck não tenha contato direto com o chão e haja espaço para o escoamento da água, garantindo a integridade do espaço;
Depois disso, deve-se colocar cada tábua ao lado da outra e ir inserindo os pregos, de preferência os de inox sem cabeça para um melhor acabamento;
Para finalizar, limpe e lixe as madeiras para receber o verniz de proteção, que possui grande variedade de acabamento e cores.

Como fazer a manutenção do deck de madeira

“Para uso de madeira em ambiente externo, deve-se usar verniz ou similares, ampliando sua vida útil e assim garantindo que o investimento não seja perdido. No caso do deck de madeira, em especial, certifique-se também da origem do lenho e dos tratamentos aos quais ele foi submetido, como, secagem em autoclave, por exemplo. Tudo influencia na escolha do material e do fabricante”, revela Elton.

Para o arquiteto, limpezas constantes e avaliações mais precisas periodicamente são aconselháveis para a maior durabilidade do produto. De regra geral, deve-se seguir as indicações dos fabricantes, buscando informações de empresas especializadas nesse tipo de manutenção, garantindo assim que o investimento seja duradouro.

“Nas manutenções também devem ser feitas as trocas de madeiras com desgastes, pregos e parafusos enferrujados, entre outros elementos que não cumprem mais o seu papel original”, acrescenta Sandra.

Com as dicas dos especialistas, adicionar charme e aconchego ao seu lar fica ainda mais fácil. Escolha o local, contate um profissional e tenha o seu próprio deck de madeira em seu lar.

Fonte: TuaCasa




Publicado em: 21/06/2016 18:36:06




Novidades

Descrição novidades





Entre em contato

Tire todas as suas dúvidas ou solicite sua cotação através do formulário abaixo